Notícias
02
fev
Jovens de Itaperuna vão estudar Medicina na Rússia
Jovens de Itaperuna vão estudar Medicina na Rússia
          Para alguns jovens brasileiros, o ano de 2016 começa cheio de mudanças e com o início da realização de um grande sonho: tornar-se médico. É com esse propósito que 30 estudantes, de vários estados do Brasil, vão deixar o país, rumo à Rússia, no próximo dia 23.

Dentre os estudantes estão duas alunas de Itaperuna (RJ), Júnya de Freitas, de 25 anos, e Isabella Picanço, de 20, que já tem em mente o grande desafio de transformar em realidade o exercício da profissão que desejam seguir. “Muitas pessoas seguem carreira médica com objetivo de enriquecer, o que faz com que o lado humanizado da área seja perdido. Apesar de parecer utópico, pretendo mudar isso. Mesmo que tal transformação se dê apenas na minha forma de atuar será suficiente para levar cuidado, carinho e satisfação aos pacientes”, diz Isabella.

Ciente de sua vocação, a estudante fala também sobre os motivos que a levaram a optar pela Rússia, país reconhecido por seu rigor e qualidade no ensino, e que oferece inúmeras vantagens aos estudantes estrangeiros. “A excelência, a equivalência do sistema educacional e a validade do diploma pela Europa são muito vantajosas e, além disso, o fato de ter uma amiga morando em Kursk, bem como a confiança transmitida pela Aliança Russa, influenciaram minha decisão”, revela a estudante, referindo-se à representante das universidades russas no Brasil.

Todas essas qualidades russas também chamaram a atenção da Júnya, que trancou duas faculdades (de arquitetura e enfermagem) para seguir a admirada carreira médica. A estudante, que também contou com o suporte da Aliança Russa, já avalia muito bem o ensino do país. “Acho que é excelente. A disciplina é bem rigorosa, sei que vou gostar muito”, comenta.

Ao escolherem a Rússia como futura casa, Júnya e Isabella seguiram os passos de cerca de 150 brasileiros que foram para o país com a Aliança Russa em 2015 e, assim, conquistaram uma vaga na Universidade Médica Estatal de Kursk, uma das 10 melhores faculdades de medicina do país e líder no ensino de medicina em língua inglesa, na Rússia.

BAIXO CUSTO

Mesmo com a alta do dólar, cursar medicina na Rússia ainda é um ótimo investimento. Isso porque o governo russo subsidia os alunos estrangeiros que vão para o país estudar, o que diminui consideravelmente o custo do curso. O semestre lá sai por aproximadamente US$ 3100, incluindo hospedagem e seguro médico. Valor muito inferior ao cobrado no Brasil.

ESTUDO RECONHECIDO

A Aliança Russa é representante oficial das principais universidades russas no Brasil desde 2005. Seu trabalho consiste na seleção dos candidatos, no processo de orientação da faculdade, no recolhimento da documentação necessária para permanência legal do estudante na Rússia, na obtenção da vaga, inscrição na universidade e na assessoria durante a viagem até a chegada do estudante ao seu local de destino.

Ao voltar para o Brasil, o estudante submete o diploma adquirido ao processo de reconhecimento em uma universidade brasileira, um procedimento padrão para qualquer brasileiro que faça graduação em centros de ensino estrangeiros. Desde 2010, o chamado Diploma Único de Estudos Superiores da Europa, do qual a Rússia faz parte, passou a valer conforme o Tratado de Bolonha. Seu objetivo é facilitar a mobilidade dos estudantes e profissionais do ensino superior da Europa.

Fonte: http://itaperunanews.com.br/site/2016/01/28/jovens-de-itaperuna-vao-estudar-medicina-na-russia/

Histórico de Notícias

02
fev
Para alguns jovens brasileiros, o ano de 2016 começa cheio de mudanças e com o início...

02
fev
Um grupo formado por mais de trinta brasileiros vai embarcar no dia 23 de fevereiro com destino à...

02
fev
Cerca de 30 jovens, de várias regiões do país, vão embarcar dia 23 de...

06
out
Mariliense conquista vaga para estudar medicina em universidade na Rússia O estudante embarca...

06
out
BRASILEIROS DESCOBREM UNIVERSIDADES RUSSAS Desde 2005, cerca de 1.200 estudantes já...