Notícias
02
fev
Três jovens do Distrito Federal vão estudar medicina na Rússia

          Cerca de 30 jovens, de várias regiões do país, vão embarcar dia 23 de fevereiro rumo à Universidade Médica Estatal de Kursk, na Rússia, para estudar medicina. No grupo, três são do Distrito Federal: Bernardo Oliveira, Gabriel Franco e Julia Lopes, com idades entre 17 e 19 anos. O projeto é uma iniciativa da Aliança Russa, representante oficial das universidades russas no Brasil.


O trio faz cursos intensivos de russo e se preparam para enfrentar o frio, que pode chegar a 50ºC negativos no inverno. Mesmo com a alta do dólar, cursar medicina na Rússia pode ser um bom investimento. O governo russo subsidia os alunos estrangeiros que vão para o país estudar, o que diminui consideravelmente o custo do curso. O semestre sai por aproximadamente US$ 3,1, cerca de R$ 12,4 mil, incluindo hospedagem e seguro médico. Valor muito inferior ao cobrado no Brasil.


Ao voltar para o Brasil, o estudante submete o diploma adquirido ao processo de reconhecimento em uma universidade brasileira, um procedimento padrão para qualquer brasileiro que faça graduação em centros de ensino estrangeiros. Desde 2010, o chamado Diploma Único de Estudos Superiores da Europa, do qual a Rússia faz parte, passou a valer conforme o Tratado de Bolonha. Seu objetivo é facilitar a mobilidade dos estudantes e profissionais do ensino superior da Europa.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2016/01/28/interna_cidadesdf,515623/tres-jovens-do-distrito-federal-vao-estudar-medicina-na-russia.shtml

Histórico de Notícias

02
fev
Para alguns jovens brasileiros, o ano de 2016 começa cheio de mudanças e com o início...

02
fev
Um grupo formado por mais de trinta brasileiros vai embarcar no dia 23 de fevereiro com destino à...

02
fev
Cerca de 30 jovens, de várias regiões do país, vão embarcar dia 23 de...

06
out
Mariliense conquista vaga para estudar medicina em universidade na Rússia O estudante embarca...

06
out
BRASILEIROS DESCOBREM UNIVERSIDADES RUSSAS Desde 2005, cerca de 1.200 estudantes já...